<data:blog.pageTitle/>

Menu de acesso:














National Kid National Kid foi um super-herói japonês que fez muito sucesso com as crianças brasileiras da década de 1960. Curiosamente em nenhum outro lugar do mundo, inclusive no próprio Japão, a série fez sucesso parecido, sendo exibida para os japoneses por menos de um ano (agosto/60 a abril/61).

O herói foi criado sob encomenda como merchandising para a National (atual Panasonic) e o personagem deveria ter poderes especiais, voar e lutar pela paz no mundo. Levaria o nome da empresa para ajudar a aumentar as vendas. Os atores eram, em alguns casos, amadores, e os episódios foram todos filmados em preto-e-branco.

A dublagem original apresentada nos anos 60 tinha a seguinte frase de abertura: "Mais veloz que o jato, mais duro que o aço, super-homem invencível, cavaleiro da paz e da justiça, Nacional Kid !!"

Sua forma de voar bem peculiar (e única entre todos os super-heróis até hoje) inspirava os meninos da época a amarrarem uma toalha no pescoço e saírem correndo com os braços abertos imitando seu vôo. No Brasil a série foi exibida de 1964 até início dos anos 1970 pelas TVs Rio, Record e Globo, num total de 39 episódios divididos em cinco histórias.

A série só parou de passar na TV porque o então Ministro da Justiça, Alfredo Buzaid, censurou todas as séries que tinham super-heróis voadores. O decreto-lei 1077 de 26 de janeiro de 1970 institui a censura a tudo que pudesse atentar contra a moral e os bons costumes. Alguém teria pensado que heróis voando atentavam aos bons costumes(!!).

É possível encontrar no mercado DVDs com as cinco temporadas produzidas (Os Seres Abissais, Os Incas Venusianos, O Garoto Espacial, entre outros). Uma curiosidade da versão brasileira foi a mudança do nome no Brasil para o personagem de sua identidade secreta que, se fosse mantido o original japonês, não soaria muito bem entre os brasileiros, ficando por aqui como Professor Massao Hata e não Ryusaku Hata.
 

Veja mais detalhes clicando aqui

Ouça aqui a canção original de abertura:


E aqui assista à abertura dublada no Brasil:


Compartilhe com seus amigos:            


Obrigado por sua visita e inclua o Blog do Beto em seus 'Favoritos' para poder voltar sempre